Aquisição da segunda Língua: Desejo dos pais ou Conflito nas crianças?

Se você que é brasileiro e pensa em matricular sua pequena criança em uma escola de língua estrangeira, deveria saber que o aprendizado de uma língua estrangeira é um processo complexo. Ao tomar essa decisão, esqueça a questão do status no quadro do imaginário social que essa língua, supostamente, lhe proporcionará e, pense na criança real que está à sua frente, levando em conta, também, os desejos dela.
A criança não pode se esquivar ou subtrair-se às falas do seu ambiente. Ao aprender uma nova língua, o indivíduo já traz consigo uma longa história com sua língua primeira uma vez que, muito antes de poder articular o mínimo som, a criança já se encontra imersa dentro de um universo de palavras e, mesmo não podendo reproduzi-las e, sequer, reproduzir outras palavras a partir delas, essas palavras não são, para ela, menos dotadas de significação.
Assim, muito antes de poder falar, a criança é falada vivamente pelo seu entorno.
Ao cuidar de uma criança, as pessoas traduzem, em palavras, seus sentimentos em relação a ela. Fazem uso das palavras para interpretarem o que pensam que a criança está sentindo ou necessitando, nomeando as sensações, os afetos e os objetos do mundo.
Portanto, aprender a falar, para uma criança, é encontrar algo para ser dito em uma linguagem tecida a partir do desejo do Outro, enquanto, ela própria, é modelada a partir desse desejo.
Acesse o nosso site, leia e aprenda mais sobre esse assunto intrigante e atual, antes de tomar uma decisão, tão séria e importante, na vida se seu filho ou filha.

Palestra no Ponto Omega – Inscreva-se!

Apesar do tempo de ser bebê e de ser criança fazer parte da infância, cada um desses momentos tem características singulares com relação aos cuidados, às brincadeiras, ao aprendizado e à socialização. Daí porque a pareceria dos cuidados familiares com a escola é tão importante nessa passagem e deve ser levada a sério pelos pais.

A entrada das pequenas crianças na escola tem acontecido cada vez mais cedo, em decorrência das mudanças ocorridas na sociedade e na organização familiar. Considerando esse fato irreversível, é importante que, ao longo do período do Ensino infantil, sejam respeitadas as aquisições necessárias de cada idade. Fazer com que a pequena criança se adapte a um sistema de ensino pensado para crianças maiores pode acabar exigindo, dessa criança, uma formalização antecipada de sua produção, em detrimento de seu processo de constituição.

Se você se interessa pelo assunto e quer saber mais, venha ouvir o que a psicanalista JULIETA JERUSALINSKY tem a nos dizer, no dia 25 de Setembro das 18h00min às 20h00min, em uma palestra no Ponto Omega.

“A passagem do bebê à pequena criança, a parceria e a importância do ensino infantil na constituição da criança”.

Julieta Jerusalinsky é Psicanalista, especialista em clínica com bebês, mestre e doutora em Psicologia Clínica e autores de muitos livros sobre o assunto.

Faça sua inscrição pelo número 30314296 com Rita.

Investimento: R$60,00 (sessenta reais)

Os sucos coloridos do Ponto Omega

As cores dos sucos de frutas implicam benefícios à nossa saúde.
No Ponto Omega–Centro de Cuidados Infantis os sucos são selecionados de acordo com a sua pigmentação natural, já que cada pigmento dá uma contribuição especial ao nosso organismo. Veja e experimente nossas receitas.